A ver posts de Abril de 2010

Como alguns de vocês repararam, o DreamsInCode esteve em baixo durante o dia de Domingo, das 4 às 23, mais coisa, menos coisa. Alguém pisou a mangueira da Internet, ou algo do género…

Seja como for, a base de dados já está operacional, e o site está… funcional… mas não a 100%. Por exemplo, ainda existe um problema grave1 com as imagens, e não garanto que todos os downloads dos projectos funcionem.

Pela primeira vez na história do DreamsInCode, a taxa de crescimento de visitas e visitantes foi negativa. Ao nível das visitas, em relação ao mês anterior, –2,23%; em relação à semana anterior, –17,75%; e em relação ao dia anterior, –77,78%. Ao nível dos visitantes únicos, o prazo mensal foi o único que cresceu, 9,24%; em relação à semana anterior, –25,29%; e em relação ao dia anterior, –61,54%. É incrível o que 19 horas em baixo fazem às estatísticas…

Em compensação, já hoje (e o dia ainda não acabou), os crescimentos foram brutais, 383% de visitas e 140% de visitantes. Está aqui uma estatística que, para mim, vale muito pouco, mas cujo crescimento foi tão absurdo, que vale a pena partilhar: visualizações de páginas, 1.200%.

Para já, não é garantido que as coisas estejam muito seguras. Brinquem à vontade, mas não se magoem…

1 grave, como em "não se vêem as imagens"...

Comentários Nenhum comentário Continuar a ler Continuar a ler »

O logótipo “Sapo Blogs”, assim como a palavra “Sapo”, neste contexto, são marcas registadas da PT Comunicações.

Se o título vos parece comprido, apertem os cintos de segurança, que esta posta vai ser tão atribulada como comprida. Antes de mais nada, algum enquadramento…

Como nem tudo na vida é Internet, tecnologia, programação e quejandos, tenho uma listinha de sites e blogs que me obrigo a visitar quase diariamente (para além dos dois jornais “em papel” diários – o JN e o Record, se querem mesmo saber), para não perder a conexão com a life out there. Devo confessar que o que começou, já há alguns anos, como uma necessidade para não perder o comboio da informação, se transformou rapidamente numa espécie de vício: até tenho sintomatologia de desmame se fico mais do que um dia sem notícias nacionais.

Logo Sapo Blogs

Sendo a política um dos temas que não dispenso, existem, além dos meios de comunicação normais, quatro blogs políticos que sigo com maior ou menor assiduidade: o Blasfémias, maioritariamente para me rir um bocado, e depois o 31 da Armada, o Arrastão e, finalmente, o Jugular. Acaba por ser neste último que arroto algumas postas de pescada, quando me sobra tempo – o que é raro, por sinal.

Pois, é isso mesmo: entre dois sites que tivessem o mesmo ranking nas pesquisas, o mais rápido terá agora um bónus.

A notícia apareceu, como é habitual nas notícias relativas à pesquisa da Google, no blog para webmasters da própria Google, no dia 9 deste mês. Alguns dias mais tarde – como é normal – a notícia foi publicada pelo Público.

Nessa página do Público pode, aliás, assistir-se à discussão entre dois webdevs, em que um sabe, claramente, do que está a falar e outro não. Deixo, como adivinha, à vossa análise.

Quanto à notícia em si, não podia ficar mais satisfeito. O tempo de carregamento das páginas é uma grande preocupação minha e da empresa onde trabalho, e passamos bastante tempo a optimizar cada site, seja ao nível das queries à BD, limpeza e optimização do código, até à maneira como é servido o resultado final, com compactação e minificação dos ficheiros JavaScript e CSS, tempos de expiração relevantes e por aí fora.

Já era mais que tempo deste esforço dos webdevelopers ser recompensado. Apesar desta medida ter um peso no ranking que se adivinha ínfimo, é, definitivamente, um passo na direcção correcta.

Comentários Nenhum comentário Continuar a ler Continuar a ler »

Acho que é preciso morar numa caverna para ainda não ter ouvido falar n’Os Azeitonas, uma das novas coqueluches do panorama musical português. Mesmo que não saibam quem eram, ficam já a saber que são os responsáveis por “quem és tú, miúúúúda”

Apesar de ser apreciador de boa música, ainda mais quando é de artistas portugueses e cantada em português, poucas coisas me fariam falar aqui de uma banda ou de um artista – excepto atitudes verdadeiramente excepcionais; como esta d’Os Azeitonas (os sublinhados são meus):

O nosso novo álbum não risca, não ganha pó, não se perde, não é roubado, não é um roubo, não fica por devolver, não ocupa espaço na estante, não ocupa espaço no porta-luvas, não vem numa caixa que parte, não exige que se deixe crescer a unha do dedo mindinho para abrir o plástico que o envolve, não é composto por uma base plástica de policarbonato e por uma camada refrexiva feita de liga metálica de alumínio, prata ou ouro, não demora mais do que 450 anos para se decompor nem alimenta a fome voraz de nenhuma multinacional pouco escrupulosa. E é como os bonés dos partidos durante os comícios: cabe na categoria das coisas que são bonitas, úteis, encerram em si toda uma ideologia política e sao GRÁTIS!

(retirado do site oficial d’Os Azeitonas)

Apesar do tom semi-cómico do comunicado, acertam em cheio – como, aliás, seria a sua intenção.

Finalmente tive algum tempo para concluir a implementação básica das tries, na sua variante em caracteres. As duas funções que faltavam implementar foram relativamente simples – a eliminação, que eu contava que me desse alguns solavancos durante o percurso, acabou por ser trivial e demorei mais tempo a testar do que a implementar; nem queria acreditar que tivesse ficado a funcionar à primeira…

Tanto o método de contagem como de eliminação são alterações do método de listagem, pelo que conseguirão navegar pelo novo código facilmente. Foram feitas algumas correcções ao nível do coding style, para respeitar o upper camel case, habitual em C#.

Os ficheiros mais recentes estão, como é habitual, na página do projecto.

Comentários Nenhum comentário Continuar a ler Continuar a ler »
 Categorias
 Arquivo
 Projectos em Destaque
 Últimas Postas no Blog
 Últimos Comentários do Blog